Por que dedicar tempo às nossas paixões e interesses?

Paixão é algo que se desenvolve. Não surge de repente com fogos de artifício. Começa como um interesse e vai crescendo conforme você vai experimentando e se expondo. Uma boa maneira de entender o que te faz feliz é conhecendo suas paixões. Não que você vá necessariamente viver do seu hobbie, mas ele pode ser o toque especial no dia a dia da sua profissão. 

Paixão é uma preferência ou inclinação para algo que você continua experimentando. Geralmente o interesse inicial não é suficiente. Frequentemente é algo que você desenvolve por acidente.

Descobrir uma paixão requer coragem e exposição, precisa de comprometimento. Quanto mais envolvimento, mais desafiador, e isso pode ser incômodo. Mas os benefícios superam os desafios. Isso porque geralmente não somos bons no começo, pois sua paixão não precisa de um talento prévio ou nato. Mas precisa de prática, é necessário aplicar tempo e dedicação para evoluir ou melhorar. Se você não desistir do seu interesse, após este tempo de dedicação, erros e acertos, você entra em estado de flow.

Flow significa fluir. É um estado de consciência em que o corpo e a mente entram em harmonia. Acontece principalmente em atividades que deixam as pessoas felizes ou quando podem dar o seu melhor. Realizá-las resulta num estado de excelência e envolvimento, concentração e disposição. Os acontecimentos do passado de do futuro são esquecidos, e você fica no AQUI e AGORA. 

Para estar em flow, os desafios e habilidades precisam estar equilibrados, além de haver concordância entre o que a pessoa faz e o que ela gosta de fazer. Quando se ama o que faz, as capacidades são usadas com facilidade e leva-se a felicidade ao extremo, em todas as áreas da vida! 

É importante viver e dedicar-se à sua paixão pois o conflito entre razão e emoção, fazer uma coisa e sentir outra, nos fazem gastar muita energia, gerando estresse e desgaste físico e emocional. Viver em estado de flow aumenta a autoconsciência, elimina o medo de fracassar e traz satisfação e foco para concretizar objetivos.


Se você não sabe qual é sua paixão, siga essas dicas:

-Primeiramente, deixe fluir! Não é obrigatório ter uma paixão para ter uma vida com significado. Pare de forçar e vá testando interesses.

-Se você tem interesses moderados, continue investindo neles. Tenha clareza das coisas que você sabe que não gosta. E teste as que você ainda não sabe.

-Esteja aberto para tentativa e erro, não tenha medo de não ter certeza.

-Procure fazer a diferença no mundo, busque por algo que unicamente você é capaz de fazer. A paixão virá como consequência.

E veja se alguma dessas características está te segurando:

-Você segue seus impulsos e interesses ou acha que eles são desimportantes?

-Você vive na sua zona de conforto ou se coloca em situações de exposição?

-Você se permite seguir em frente quando encontra aspectos desagradáveis dos seus interesses?

-Você se permitiu falhar? Ou não seguiu com seus interesses porque achou que não era bom nisso?

-Você praticou ou deixou para quando você tiver tempo?

-Você considerou o impacto na vida dos outros e o significado de perseguir esse objetivo?

E uma última dica:

Volte à época de criança e lembre-se: “o que eu queria ser quando crescer”

Conforme crescemos, somos influenciados pelo mundo externo e deixamos nossos sonhos de lado. A vida tende a nos desencorajar a ser apaixonados. As paixões geralmente são relacionadas a futilidades e fraqueza. Mas sonhar é fundamental para realizar uma vida de sucesso e felicidade. 

Permita-se sonhar! Permita-se experimentar! Dedique mais tempo aos seus interesses e não tenho dúvidas de que suas paixão vão influenciar positivamente em todas as áreas da sua vida, inclusive na sua carreira! 

© Copyright coachcarolbiz